Consumo de energia bate recorde: 89.114 MW

Consumo de energia tem o 4º recorde consecutivo
24 de janeiro de 2019
Ocorrências em hidrelétricas fazem Brasil importar energia da Argentina
28 de janeiro de 2019

Paranoá Energia – 24/01/2019

As altas temperaturas têm levado o País a bater seguidos recordes de consumo. Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a demanda máxima no Sistema Interligado Nacional (SIN) alcançou os 89.114 MW na tarde desta quarta-feira, 23 de janeiro, no quarto recorde anotado este mês. O recorde anterior, de 87.489 MW, foi observado na terça-feira, às 15h26m.

O ONS também observou novo recorde de carga no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, com pico de 53.143 MW. O recorde anterior era de 52.771 MW, às 14h17m, também no dia 22 de janeiro.

Em nota, o ONS comentou que o sistema está operando com algumas restrições, devido às indisponibilidades da usina de Angra 2 e dos polos 1 e 3 do linhão do Madeira, o que limita em 50% o escoamento da energia das hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau “Em função disso, foi necessário importar 1.200 MW da Argentina e 400 MW do Uruguai para atender a ponta”, comentou o operador, salientando que não houve interrupção no fornecimento de energia,

A usina nuclear de Angra 2 saiu do Sistema Interligado Nacional (SIN) às 12h32m desta quarta-feira, 23 de janeiro, devido a um problema em um transformador que não afeta a parte nuclear da unidade, informou a Eletronuclear. A usina tem capacidade instalada de 1.350 megawatts e sua ausência obrigou o Operador Nacional do Sistema (ONS) a importar energia da Argentina. Segundo a Eletronuclear, não há prazo para a volta da usina Angra 2 ao sistema.