Carga de energia deve crescer 2,4% em julho, estima ONS

Consumo de energia em concessões da Energisa cresce 4,3% em maio
30 de julho de 2019
Bandeira tarifária de julho será amarela
6 de agosto de 2019

A carga nacional de energia deve crescer 2,4% em julho, informou o Operador Nacional do Sistema (ONS) nesta sexta-feira, 28 de junho. A carga do Sistema Interligado Nacional (SIN) deve alcançar 65.086 MW médios no próximo mês. O crescimento será sustentado pelo submercado Sudeste/Centro-Oeste, com 37.813 MW médios (2,1%); Sul com 11.120 MW médios (0,7%), Nordeste com 10.554 médios (2,5%); e, com menor contribuição, o Norte com 5.559 MW médios (8,1%).

Segundo o ONS, o comportamento da carga do SIN segue impactado pela baixa atividade econômica. “Além disso, para julho/19 as previsões de carga também levam em consideração as sinalizações meteorológicas para o período, que indicam temperatura e índice de precipitação nas regiões próximos à média dos últimos anos”, escreveu a entidade.

As Energias Naturais Afluentes (ENAs) para julho estão estimadas em 85% da média histórica no Sudeste/Centro-Oeste; 86% no Sul; 43% no Nordeste; e 87% no Norte.

A expectativa é que a energia armazenada chegará ao final de julho estável no Sudeste (47,7%), aumentará de 69,8% para 88,1% no Sul, deplecionará de 57,7% para 55,7% no Nordeste, e ficará estável no Norte (73,7%).

O Custo Marginal da Operação para a semana de 29/6 a 05/7 está equalizado em todos os patamares de carga ao custo médio de R$ 164,19/MWh.