Produção de eletroeletrônicos cresce e supera patamar pré-pandemia

Consumo de energia elétrica sobe 4,8% na 1ª quinzena de outubro, diz CCEE
28 de outubro de 2020

A produção da indústria elétrica e eletrônica cresceu 5,9% em setembro de 2020, em relação ao mês imediatamente anterior, com ajuste sazonal. É o que mostram os dados do IBGE agregados pela Associação Brasileiro da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). Este foi o quinto mês de crescimento consecutivo.

Com essas elevações, a produção do setor ultrapassou os patamares observados no início deste ano, período anterior ao afetado pela pandemia de Covid-19. Ao comparar com setembro de 2019, a produção cresceu 14%.

O incremento foi decorrente da elevação de 15,5% da área eletrônica e do aumento de 12,6% da área elétrica. Destaca-se também que o índice da produção física do setor verificado em setembro de 2020 foi o maior desde abril de 2015.

Houve acréscimo na produção de aparelhos de áudio e vídeo (+33,8%), componentes eletrônicos (+23,9%) e de equipamentos de comunicação (+17,9%). Na área elétrica, foram observados incrementos na produção de eletrodomésticos (+29,1%) e de pilhas e baterias (+24,4%).