Bandeira tarifária será vermelha para agosto

Aneel autoriza aumento médio de 7,25% para tarifas da Hidropan
12 de agosto de 2019
Distribuidoras registraram 891 acidentes na rede elétrica em 2018
20 de agosto de 2019

Os consumidores de energia elétrica atendidos pelas concessionárias de todos país vão pagar uma tarifa mais cara em agosto, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta sexta-feira, 26 de julho. A bandeira tarifária em agosto de 2019 será vermelha, patamar 1, com custo de R$ 4,00 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em julho, a bandeira foi amarela.   Agosto é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios. Esse cenário requer o aumento da geração termelétrica, o que influenciou o aumento do preço da energia (PLD) e dos custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) em patamares condizentes com o da Bandeira Vermelha 1. O PLD e o GSF são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada.   O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada para os consumidores do mercado cativo, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica. O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha (nos patamares 1 e 2) indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração.